CRIANÇAS NO LIXO.O QUE ESTA HAVENDO?!


Ola,pessoal.
O que esta havendo com as mulheres e os homens do Brasil?Pois sim, para fazer um filho e necessario ter duas pessoas dispostas e sabendo dos riscos que correm.Geralmente sem nenhuma proteçao,essas PIRANHAS,podres e sem noçao acabam tendo filhos que nunca desejaram,e pior,descartam como se fossem filhos de umas cadelas.Cadelas elas sao mesmo,mais ate que isso:sao mulheres degeneradas,putas mesmo,que nao se importam nem um pouco com o destino daqueles que geraram em busca de dinheiro facil para suprir seus gastos com drogas e outras coisas futeis.A profusao de casos tem chamado a atençao de todos.A mulher brasileira esta tao inconsequente e sem noçao?Para onde foram os nossos valores?Onde esta o Homem tambem,afinal sao filhos deles,ne nao?Crianças largadas em parques,embaixo de arvores,em banheiro de hospital e aquela maluca que deixou um filho na caçamba de lixo,e mais outras coisas de arrepiar.


A desfaçatez da fdp antes e depois de deixar um bebe no lixo!




Fica a pergunta:nos estamos sem tao amor que ja estamos matando crianças?Nao temos mais compaixao?O que foi feito das mulheres,que centradas tanto em sua sexualidade e vaidade parece que esqueceram para o que viemos aqui.Vamos acordar,gente,e pensar que maldade nao combina com as nossas virtudes,virtudes sim,pois podemos ser mulheres e poderosas e ao mesmo tempo sermos seres carinhosos e de luz,sem precisar matar nossos filhos e semelhantes.Vejam isso,se combina com a gente:

                                                         Bebe abandonado numa grama,coitado.

                                                    Bebe acolhido depois de abandonado.
              Bebe recolhido do lixo,filho depois de ser rejeitado pelo pai e a mae que nao quiseram protege-lo.

Pense ai um pouco,gente,mas esta  demais,e muita tristeza e parece que as mulheres nao estao aguentando o tranco e os homens nao estao nem ai,pois fazem filhos e nao se importam e nem tomam a frente.Nossa,que cambada!!!!

                                                          Beijos grandes e reflitam.
                                                                Zenaide Storino.